Seja bem vindo ao nosso site! Sinta-se à vontade para navegar e conhecer nossos produtos.
 
  Home | Cadastre-se | Auditório | Nossa Estrutura | Nossa história | Nossos Produtos | Onde atuamos? | Política de RH |
  Ainda não é cadastrado? Cadastre-se agora e faça seus pedidos online.
  Cadastros
  Fale conosco
  Trabalhe conosco
  Receitas
Como são descafeinados o café, o chá e a cola?  

A cafeína surge naturalmente em mais de 60 plantas, incluindo:

  • a planta arábica, que produz grãos de café;
  • a árvore de cacau Theobroma, que produz as sementes que são o ingrediente primário do chocolate;
  • nozes kola, utilizado em muitas bebidas de cola;
  • a planta Thea sinensis, onde as folhas são usadas para chás.
Quando separada de suas origens, a cafeína é um pó branco de gosto amargo. Para maiores informações sobre a cafeína, veja Como funciona a cafeína.

Muitos processos ão usados para remover a cafeína de suas origens naturais, como os associados: 

  • ao cloreto de metileno;
  • ao acetato de etila;
  • ao dióxido de carbono;
  • à água.
Cloreto de metileno é uma substância usada como solvente para extrair a cafeína de várias matérias-primas. Moléculas de cafeína se ligam a moléculas de cloreto de metileno. Os materiais são suavizados em um banho de água ou evaporados. O próximo passo é processar os materiais com cloreto de metileno através de dois métodos:
  • usando o método "direto", a cafeína é removida pela direta absorção de materiais em cloreto de metileno;
  • usando o método "indireto", a cafeína, que é solúvel na água, é extraída pela absorção de materiais em água. Muitos dos sabores e óleos são também extraídos durante este processo, então a solução é tratada com cloreto de metileno e depois devolvida aos materiais para reabsorção dos aromatizantes.
O processo de acetato de etila produz a chamada "extração natural de cafeína", pois ele é um elemento químico encontrado naturalmente em muitas frutas. A cafeína é extraída da mesma forma como no processo de cloreto de metileno, porém o acetato de etila é o solvente.

Para extrair a cafeína usando dióxido de carbono (CO2), materiais são "cozidos sob pressão" com o gás em água filtrada. Em altas pressões e temperaturas, o dióxido de carbono está em estado super crítico, agindo ao mesmo tempo como um gás e um líquido. Isto se torna um solvente com moléculas pequenas e não polares atraindo as pequenas moléculas de cafeína. Uma vez que as moléculas de sabor são maiores, elas permanecem intactas, o que faz com que este processo mantenha mais o sabor dos materiais.

A extração de cafeína através da água é usada primariamente para a extração de cafeína do café. O processo é similar ao método "indireto" usado no processo de cloreto de metileno. Depois que a cafeína é separada dos materiais através de enxágüe em água quente por um período de tempo, a solução então é passada através de um filtro de carbono para a remoção de cafeína. A água é então retornada aos poucos para a reabsorção dos sabores e óleos. No processo da Swiss Water, o mesmo método é usado, mas ao invés de água, os grãos são enxaguados em uma solução com sabor de café. O resultado é que a cafeína é extraída sem a remoção dos sabores do café.

A cafeína não é removida completamente e não usa nenhum destes métodos, mas sob os regulamentos federais dos Estados Unidos, os níveis de cafeína não devem exceder 2,5% do produto para ser rotulado como "descafeinado".

A maior parte da cafeína removida nos processos é fabricada para uso em outros produtos, tais como remédios e refrigerantes. Por exemplo, menos que 5% da cafeína encontrada em refrigerantes a base de cola são realmente de nozes kola, e vários refrigerantes de "alta cafeína" não contêm nozes kola. A cafeína contida nos refrigerantes é principalmente resultado da adição de cafeína extraída do processo de descafeinação.

 

CAFÉ DESCAFEINADO

É ruim para

Ser ingerido em excesso, porque as pesquisas indicam que pode levar ao aumento do colesterol; e servir como alimento, pois as substâncias nutritivas do café são quase nulas.

É bom para

Pessoas que evitam a cafeína pelo seu efeito irritante, como no caso de portadores de gastrite e de úlcera; e quem é portador de esofagite, que também deve evitar a cafeína.

 

100 ml de café descafeinado preparado contêm:

Magnésio - 5 mg
Fósforo - 1 mg
Potássio - 54 mg
Sódio - 2 mg
Zinco - 0,02 mg
Cobre - 0,007 mg
Manganês -
0,027 mg
Flúor - 52,4 mcg
Selênio - 1 mcg
Calorias - 0
Niacina - 0,222 mg
Ác. pant. -
0,001 mg
Cálcio - 8 mg
Ferro - 0,05 mg




"HowStuffWorks - Como são descafeinados o café, o chá e a cola?". Publicado em 02 de outubro de 2000 (atualizado em 22 de setembro de 2008) http://lazer.hsw.uol.com.br/questao480.htm (06 de julho de 2009)
 
 
   
 
   
Copyright 1996/2018 - Porto & Pereira LTDA. Todos os direitos reservados.
Envie seu curriculum
Via Perimetral 2-D Qd. 05 Lt. 02 - DAIA - Anápolis-GO
CEP: 75.133-600 - Fones: (62) 3316-5353 / 3316-5158